Câncer de Mama, por que ocorre e como prevenir?

O câncer de mama, se descoberto em estádios iniciais, pode ter chance de cura acima de 90%. Por isso medidas preventivas são tão importantes. Além de reduzirem a mortalidade, podem permitir a preservação da mama.

Pode surgir em pessoas muito jovens e em pacientes mais idosas. Porém, é mais frequente entre 40 anos e 69 anos.

Os principais fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de mama ainda são idade e história familiar positiva. Menarca precoce e menopausa tardia também influenciam neste risco. Todos estes são fatores que não podem ser modificáveis.

Entre os fatores modificáveis, no caso, os ambientais e comportamentais, temos como exemplo, sedentarismo, consumo de bebida alcoólica, sobrepeso e obesidade.

Como médica radiologista, enfatizo a prevenção com os exames de imagem, claro sempre individualizando, dependendo do risco para cada paciente, conforme orientação do seu médico(a) assistente.

A mamografia deve ser realizada a partir dos 40 anos, anual, para todas as mulheres. Para as pacientes com mamas densas, a ultrassonografia pode ser um importante complemento.

Para as pacientes de alto risco, recomenda-se complementar com ressonância magnética (importante conhecer a história familiar, pois nestes casos é necessário iniciar com o rastreamento em uma fase precoce, geralmente a partir dos 35 anos ou dez anos antes do parente mais jovem acometido pela doença).

O diagnóstico definitivo é realizado através de uma biópsia (depende de cada caso) com avaliação pelo médico patologista e interpretação pelo radiologista e mastologista.

Um dos grandes avanços foi a maior individualização do tratamento clínico e cirúrgico. Com isso, é possível estabelecer tratamentos conforme o tipo específico de cada tumor, melhorando a sobrevida, assim como a qualidade de vida das pacientes.

Entretanto, o fator mais importante continua sendo o diagnóstico precoce.

× Como podemos te ajudar?